Nossa Cultura

O DNA da Superplayer & Co

Gustavo Goldschmidt
Escrito por Gustavo Goldschmidt em 18/05/2021
10 min de leitura
Se inscreva!

Conteúdos fresquinhos para estimular seu cérebro :)

Recentemente fizemos um trabalho de repensar nossas declarações estratégicas. Embora sempre tenhamos dado grande atenção à cultura organizacional, e os Superplayers tivessem uma forma muito autêntica de pensar e agir, sentíamos que esta cultura tácita precisava ser declarada. Na nossa visão, externalizar este tipo de coisa tem o potencial de fortalecer ainda mais este senso de pertencimento entre os indivíduos e o time (a empresa). Ainda, declará-la em palavras ajudaria a tangibilizar essa forma de pensar e agir que tanto nos orgulhamos para os demais, seja para atrair pessoas que compartilham das nossas crenças a trabalhar conosco, ou apenas para influenciar outros líderes a adotarem práticas que entendemos causar um impacto positivo para as pessoas e para o mundo.

Desta forma, estabelecer explicitamente nosso DNA não foi uma questão de criá-lo ou defini-lo, mas de olharmos para dentro e descobrirmos o que nos motiva.

Diferentemente de muitas empresas que estabelecem seu propósito ou sua visão a partir de um produto central que estas ofertam ao público, nós sabíamos que isto não fazia sentido para gente. Na Superplayer & Co, somos um camaleão e gostamos disso. Estamos sempre buscando utilizar nossas competências-chaves para, a partir de novas tecnologias, oferecermos novas soluções e produtos ao mercado. Qual era nossa verdade então?

A partir das nossas reflexões entendemos que:

  • Mais do que fazer dinheiro, queremos ser felizes! O dinheiro é um meio importante para sermos felizes, pois ele nos dá controle sobre nossa vida e oportunidade de continuarmos crescendo, aprendendo coisas novas e realizando alguns de nossos sonhos. No entanto, o dinheiro é um Meio e não Fim. Há outros elementos, além do dinheiro e das oportunidade que nos traz, que são fundamentais para a felicidade sustentável, como: boas relações com nossos colegas, desafios que nos motivem e propósito no que fazemos.
  • Não sabemos em qual produto estaremos trabalhando amanhã, mas sabemos que ele será FODA! Quando eu fundei a Superplayer & Co, uma coisa que eu tinha na cabeça é que queria criar uma empresa que eu tivesse orgulho dos produtos e que eu tivesse certeza de que todos meus colegas a minha volta também estivessem dando o seu melhor. Ou seja, rejeitamos a mediocridade.
  • Por fim, acreditamos em construir negócios sólidos! Rejeitamos veementemente o modismo da busca pelo sucesso relâmpago. Para dormirmos com mais tranquilidade à noite, gostamos de focar em estratégias de robustez e antifragilidade combinadas. Achamos importante buscarmos ser geradores caixa, a partir de uma estrutura de custos leve e modular, capaz de se adaptar a diferentes cenários; e de uma base de receita pulverizada em diversos clientes e a partir de diferentes linhas de negócios, ou, pelo menos, de segmentos de mercados com estruturas de risco descorrelacionadas. Mais do que ser um unicórnio em 2 anos, queremos, a partir de um crescimento sustentável e de uma capacidade incrível de adaptação, comemorar o nosso centenário.

Foi a partir destas reflexões que chegarmos ao nosso propósito, visão e valores apresentados nos slides abaixo.

Caso você tenha se identificado com esta apresentação, talvez você seja um Superplayer e não saiba. Nesse caso, não deixe de entrar em contato conosco!

Gustavo Goldschmidt
CEO da Superplayer & Co